13 mil capacitados

Treze mil servidores públicos municipais de todo o país serão capacitados para trabalhar com o sistema operacional desenvolvido sobre plataforma de software livre. Eles serão coordenadores e monitores dos telecentros comunitários instalados pelo Ministério das Comunicações em 5.564 municípios brasileiros. O ministério encaminhou, nesta quarta-feira, 1º de abril, telegrama para todos os prefeitos do Brasil, solicitando a indicação de dois servidores, por telecentro, para participarem da capacitação.
 
O prazo para a inscrição dos monitores é até a próxima segunda-feira, 06 de abril. Além de informar nome completo, e-mail e telefone dos servidores, a prefeitura também deverá indicar o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET) mais próximo de seu município, onde serão realizadas as capacitações. Todos os 215 IFETs do país estarão envolvidos nesse processo.
 
“A rede federal de educação tecnológica vai funcionar como indutor e disseminador dessa tecnologia nos municípios, e isso reforça o compromisso do Ministério das Comunicações com a política de Software Livre do Governo Federal”, enfatiza Carlos Paiva, coordenador de Acompanhamento de Projetos Especiais do ministério.
 
Os dados para a inscrição devem ser encaminhados para os endereços eletrônicos telecentroscomunitarios@mc.gov.br ou telecentros@mec.gov.br. Assim que as inscrições forem realizadas pelas prefeituras, os IFETs começarão a organizar as turmas de capacitação. O curso terá 40 horas de duração, em tempo integral, durante uma semana.
 
Segundo Carlos Paiva, há apenas 121 prefeituras em todo o país que ainda não se cadastraram junto ao ministério para receber o kit telecentro, mas o telegrama foi enviado inclusive para estas, como forma de incentivá-las a participarem do programa. O objetivo do Ministério das Comunicações é que nenhuma cidade brasileira fique sem este espaço de inclusão digital.
 
O Ministério das Comunicações investiu R$ 6,2 milhões para custear despesas com locomoção para os treze mil monitores que serão capacitados. A verba foi repassada ao Ministério da Educação por meio de um Termo de Descentralização de Crédito e será gerenciada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, que coordenará toda a capacitação.
 

Fonte: B2B Magazine

Publicado por Marcus Vinícius

Consultor e Desenvolvedor WEB/VOIP, atua em projetos pela Innovus desde 2003, focado no desenvolvimento de soluções de telefonia IP utilizando o software Asterisk. Contribuidor ativo dos portais VoIPCenter, AsteriskOnline e AsteriskBrasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.