Procempa: R$ 5 milhões em novo mainframe

A Procempa está em processo de instalação de um novo mainframe da IBM. A companhia adquiriu, por cerca de R$ 5 milhões, um pacote com solução de hardware, software, treinamento, migração de dados e suporte que lhe permitirá migrar sistemas que hoje atuam sobre uma plataforma com mais de 12 desatualizações acumuladas.

“Houve a época da computação centralizada, em que tudo rodava no mainframe. Pegamos esta época! E então muitos de nossos sistemas foram desenvolvidos em linguagem de mainframe, o que com o tempo levou à desatualização de vários deles. Hoje, algumas soluções ainda rodam no mainframe, outras foram baixadas, mas a descentralização e a idade da estrutura comprometem o desempenho do ambiente”, conta Eberli Riella, gerente de TI e Serviços da Procempa.

Além dos problemas relatados, o antigo mainframe não aceitava, por exemplo, a mais recente versão do sistema operacional da IBM, nem contava mais com suporte da fabricante, expirável em dez anos.

Para resolver a situação, a Procempa chegou a avaliar outros métodos, como baixar toda a plataforma, o que foi considerado muito dispendioso, tanto tem termos financeiros como em questão de tempo.

A terceirização também foi levada em conta mas, segundo Riella, não se mostrou uma boa solução devido ao fato de que muitos códigos dos sistemas da companhia não seriam compatíveis com o dos fornecedores de outsourcing. “Além disso, há a preocupação com a segurança dos dados, já que concentramos todas as informações do município”, explica o gerente.

Atualmente, a prefeitura administra 250 sistemas críticos em sua rede de computadores, cujos servidores estão todos agrupados no data center da Procempa. A nova estrutura vai suportar 73 das mais demandadas aplicações críticas, o que permitirá realizar ações como a interligação de toda a rede de informática das 147 unidades de saúde de Porto Alegre.

Assim que encerrar a instalação da nova estrutura, a migração de todos os sistemas levará de três a seis meses. Até tudo ficar pronto, o novo e o velho mainframe trabalharão em paralelo.

“Nossa velha estrutura oferecia muito risco de parada nos serviços, o que é preocupante, já que isso diminui a qualidade dos serviços oferecidos ao cidadão.

Além disso, ganharemos em velocidade. Algumas aplicações precisam ser rodadas à noite, como inserção de tabelas nos sistemas da prefeitura e atualizações das soluções, e poderemos agora expandir o número destas operações”, destaca Riella. Mais: a nova ferramenta também permite a adoção de Linux e de virtualização.

Novos investimentos
Para 2009, o orçamento da prefeitura para a TI será de R$ 6 milhões. O que não foi para o mainframe e adaptações a ele, a Procempa pretende investir na ampliação da capacidade de seu storage EMC.

Adquirida em 2007, a solução possui 8 teras, o que agora será dobrado. A empresa também vai ampliar sua rede de comunicação de dados (fibra ótica) e a cobertura wireless oferecida na capital.

“Também estamos trabalhando em uma tecnologia de virutalização e desenvolvendo soluções que tornem mais rápido o acesso da administração municipal aos sistemas informatizados”, finaliza Riella.

Fonte: Baguete

Publicado por Marcus Vinícius

Consultor e Desenvolvedor WEB/VOIP, atua em projetos pela Innovus desde 2003, focado no desenvolvimento de soluções de telefonia IP utilizando o software Asterisk. Contribuidor ativo dos portais VoIPCenter, AsteriskOnline e AsteriskBrasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.