Unirede conquista a Letônia

A Unirede, empresa porto-alegrense que oferece suporte a plataformas Windows e Linux/Unix, além de implementação de ferramentas de segurança, acaba de fechar sua primeira parceria internacional. A aliada em questão é a Zabbix, sediada na Letônia, cujo carro chefe é o software homônimo.

“O Zabbix era um velho conhecido nosso. Acompanhávamos seu desenvolvimento de perto e resolvemos apostar no potencial da ferramenta, que, além de ser muito boa, tem código aberto” afirma Luciano Alves, diretor da Unirede.

A parceria, segundo Alves, consiste em fomentar contratos de suporte com o desenvolvedor, além de prestar consultoria às implantações e serviços de monitoração remota do Zabbix.

“A Unirede presta serviços onde a estrutura do cliente é monitorada por nossos servidores. O Zabbix verifica cada detalhe, gerando alarmes para nossa equipe de operação ou para as equipes de operação de cada cliente. Esse serviço tem um custo mensal, onde o cliente paga para manter a estrutura monitorada 24 horas por dia, 365 dias por ano” explica.

O contrato também prevê a divulgação do software na América Latina, iniciando pelo Brasil, através de demonstrações em grandes empresas.

Ainda este ano, a empresa deverá certificar ao menos um de seus técnicos para que possa vender o suporte oficial no Brasil. Além disso, a Unirede tem planos de trazer o desenvolvedor para o próximo Fisl e organizar treinamentos oficiais no RS e em SP.

“Esperamos que a parceria represente indiretamente entre 25% e 35% de nosso faturamento em 2008. Após a divulgação oficial da parceria temos recebido contatos de fora da Regiao Sul para apresentação do software e consequentemente dos nossos servicos”.

Como funciona
A solução Zabbix oferece monitoramento distribuído, informando parâmetros da rede, desde saúde à integridade dos servidores e utiliza um mecanismo de notificação flexível que permite avisos por e-mail, Jabber ou SMS.

O Zabbix também torna possivel o chamado ‘capacity planning’, ou seja, os dados coletados são consolidados e mostram o histórico da estrutura, auxiliando na tomada de decisão sobre investimentos.

“Já vivemos situações em que o cliente decidiu investir na troca de equipamentos para tentar solucionar uma perda de performance porém o gargalo ocorria em outro ponto e a compra dos equipamentos não trouxe benefícios para a estrutura. Situações como essa não só geram custos desnecessários como aumentam o tempo de resolução do problema real”, explica.

Fonte: Baguete

Publicado por Marcus Vinícius

Consultor e Desenvolvedor WEB/VOIP, atua em projetos pela Innovus desde 2003, focado no desenvolvimento de soluções de telefonia IP utilizando o software Asterisk. Contribuidor ativo dos portais VoIPCenter, AsteriskOnline e AsteriskBrasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.