iPhone: enquanto aparelho não chega ao Brasil, 'rivais' disputam a …

Foto montagem / Da esq. para a dir: Samsung Instinct, Praga LG, iPhone, HTC Touch Dual e Xperia X1

RIO – O iPhone, celular multifuncional da Apple, só deve chegar ao Brasil no fim do ano, quase 18 meses após seu lançamento nos Estados Unidos, e os fãs brasileiros que não agüentam esperar pelo aparelho de tela de múltiplos toques e acesso sem fio à internet recorrem à importação – e pagam entre R$ 1.600 e R$ 2.500 pelo iPhone e até R$ 600 pelo desbloqueio clandestino de um exemplar. Mas enquanto o iPhone não vem, quem não tem recursos em dólares para desembolsar na coqueluche da Apple conta com modelos que disputam a atenção dos usuários brasileiros, seja por terem aplicativos semelhantes – e até superiores – aos do iPhone, seja por possuírem um design ou recursos mais avançados em quesitos em que o iPhone deixa a desejar, como câmera digital de apenas 2 megapixels. (Clique aqui e confira galeria de fotos dos aparelhos ditos ‘rivais’)

Como a Apple foi uma das mais bem sucedidas ao criar um aparelho “diferente”, disputar a atenção dos novos fãs do iPhone é um desafio para concorrentes como Nokia, LG, Samsung, Sony Ericsson e Motorola – o que leva às prateleiras aparelhos de alto nível. A finlandesa Nokia, por exemplo, já oferece no Brasil o Nokia N82, e prepara para trazer o Nokia N95 de 8GB, ainda sem data de chegada definida. Ambos os aparelhos “oferecem funcionalidades muito mais avançadas, como câmera de 5 megapixels, flash Xenon e GPS”, defende a companhia. Entre os pontos fortes dos aparelhos em relação ao iPhone estão a câmera digital de 5 megapixels com lente Carl Zeiss, e o envio de imagens a fotologs e videologs sem a necessidade de transferir os arquivos para o computador.

A companhia asiática High Tech Computer (HTC) foi uma das primeiras fabricantes a superar o iPhone ao oferecer aparelho habilitado para a terceira geração de telefonia (3G) – tecnologia que só deve chegar ao iPhone este mês. A HTC lançou no Brasil, há pouco mais de uma semana, o HTC Touch Dual, aparelho preparado para realizar videochamada e acesso rápido à internet, e que já vem com a nova versão do Windows para smartphones, o Windows Mobile 6.0 Professional. O dispositivo traz teclado acoplado, processador de 400MHz, tela de toque de cristal líquido com 2,6 polegadas, e pesa 120 gramas, menos do que o iPhone (140g), mas deixa a desejar em espaço de memória – tem apenas 128 MB, bem abaixo dos 8GB e 16GB que o multifuncional da Apple oferece.

Foto: Reprodução / Samsung Instanct ao lado de um iPhone: potencial e design para rivalizar

Para superar o iPhone no quesito conectividade, a HTC aposta no TyTN II, smartphone que mais parece um computador de mão para acesso veloz à internet sem fio. A fabricante defende que o dispositivo permite ao usuário conexão via 3.5 HSDPA, tecnologia, segundo a HTC, “nove vezes mais veloz do que o 3G”, além de Bluetooth 2.0 e Wi-Fi, Microsoft Office Mobile e Windows Live com Hotmail e Messenger.

Na linha da mobilidade, bem explorada pelo iPhone, a Motorola aposta no A1200e, smartphone com tela sensível ao toque, tecnologia de acesso à internet em alta velocidade (EDGE) e sistema operacional Linux. A fabricante defende o A1200e como um portátil de entretenimento, com câmera de 2 megapixels que tem leitura ótica de cartões de visita, MP3 player com Bluetooth estéreo e suporte a cartão de memória de até 1 GB (Preço sugerido de R$ 999). Já na área de entretenimento, a Motorola aposta no Z10, smartphone que permite filmar, editar e publicar vídeos e imagens diretamente do aparelho. O modelo tem tela colorida de 2,2 polegadas, suporta um cartão de memória externa de até 32GB, câmera de 3,2 MP e deve estar disponível no mercado brasileiro ainda em 2008.

Um dos primeiros aparelhos da LG lançado ainda em 2007 para concorrer com o iPhone foi o modelo KE850, celular de tela sensível ao toque e de codinome “Prada LG”. O modelo, com câmera digital de 2 megapixels e lentes Schneider-Kreuznach, traz ainda Bluetooth, tocador de MP3, de vídeos e editor de documentos. Tem apenas 1,2 centímetro de espessura e funciona em redes GSM Edge. É encontrado no Brasil por cerca de R$ 1 mil. Já a aposta mais recente na linha “rivais” do iPhone é o KE990, ou LG Viewty, aparelho com câmera digital de 5 megapixels, tela de 3 polegadas sensível ao toque e 90MB de memória. O principal foco do celular, que custa em média R$ 1.300, é o mercado de imagens – fotos e vídeos – portáteis.

Lá fora as fabricantes de eletrônicos e celulares estão mais à frente. A Research in Motion (RIM), fabricante do smartphone Blackberry, está apostando no modelo Bold, habilitado para as redes de telefonia 3G, e que traz localizador GPS e acesso à internet Wi-Fi. Já a Samsung apostou em um aparelho tão parecido com o iPhone que o usuário é capaz de confundi-los. O Instinct tem câmera digital de 2 megapixels, acesso sem fio à banda larga (EVDO), GPS, tela de toque de 3,1 polegadas, Bluetooth estéreo e 8 GB de memória interna.

A Sony Ericsson também entrou na lista das fabricantes que apostam em rivais competentes para o iPhone. O Xperia X1 chegou ao mercado internacional este ano com tela de 3 polegadas sensível ao toque, teclado deslizante, câmera de 3,2 megapixels, acesso à internet Wi-Fi, Bluetooth e 400MB de memória interna. O aparelho se tornou o primeiro smartphone da Sony Ericsson com o sistema operacional Windows Mobile 6. Pesa cerca de 145 gramas e tem 1,6 cm de espessura, mas ainda não tem previsão de chegada ao Brasil.

Fonte: O Globo Online

Publicado por Marcus Vinícius

Consultor e Desenvolvedor WEB/VOIP, atua em projetos pela Innovus desde 2003, focado no desenvolvimento de soluções de telefonia IP utilizando o software Asterisk. Contribuidor ativo dos portais VoIPCenter, AsteriskOnline e AsteriskBrasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.