Faturamento com sistemas wireless para edifícios deve chegar a US …

SÃO PAULO – O faturamento com a instalação de sistemas de transmissão de dados sem fio (wireless) em edifícios deve quase triplicar nos próximos anos. Segundo estimativa da consultoria ABI Research, as vendas desses sistemas passarão de US$ 3,8 bilhões no ano passado para US$ 15 bilhões em 2013.

A consultoria aponta como motivo para esse crescimento a dependência cada vez maior dos consumidores de serviços de comunicação sem fio, tanto para voz quanto para mensagens, assim como pelo aumento na competitividade entre as operadoras de celulares. Por baixo de tudo, há ainda a tendência geral da conectividade eletrônica em todo o mundo.

As freqüências mais altas usadas pelas tecnologias de terceira geração (3G) impõem limites na cobertura sem fio dentro de edifícios de acordo com a atual distribuição de células (de transmissão). A oportunidade está na instalação de sistemas wireless dentro de edifícios uma vez que os serviços de dados por celulares estão respondendo por uma fatia crescente dos gastos dos assinantes, afirma o analista da ABI Dan Shey.

Um dos desafios a serem enfrentados é que cada região e cada operador utiliza um tipo diferente de tecnologia de rede. Ainda assim, segundo a consultoria, há uma grande variedade de sistemas wireless para edifícios de baixo custo que funcionam com diferentes tecnologias.

O número de sistemas diferentes, porém, cria também um ambiente complexo e competitivo para os fabricantes, que têm de se preocupar com o desenvolvimento, precificação e até consolidação para conseguir se manter crescendo no mercado.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Fonte: O Globo Online

Publicado por Marcus Vinícius

Consultor e Desenvolvedor WEB/VOIP, atua em projetos pela Innovus desde 2003, focado no desenvolvimento de soluções de telefonia IP utilizando o software Asterisk. Contribuidor ativo dos portais VoIPCenter, AsteriskOnline e AsteriskBrasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.